segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

“matei para depois estuprar” diz menor que cometeu crime bárbaro em Itaituba-PA

O crime aconteceu na cidade de Itaituba, oeste do Pará, na madrugada de sábado, (15), para Domingo, (16). Camila Sousa da Silva, de 08 anos de idade, foi assassinada e depois estuprada por um jovem de 14 anos de idade vulgo “zaqui” que já foi apreendido pelo serviço reservado da Policia Militar e esta a disposição da justiça.

Camila Sousa Silva, (08 anos), morava com a mãe, o padrasto e uma irmã de 04 anos em uma casa localizada na 4ª travessa do Bairro Maria Madalena. Na noite de do crime como de costume ela esta dormindo no quarto junto com sua irmã. 
Em entrevista a nossa reportagem, o menor confessou o crime. Segundo ele, era por volta das 2hs da madrugada quando chegou a sua casa e estaria bebido, naquele momento ele teria planejado o crime. Já por volta das 3hs, ele entrou na casa pela porta de trás cortando uma sola de pneu de bicicleta que segurava a porta, dentro de casa foi ate ao quarto das crianças com a intenção de estuprar a menor de 04 anos, tanto é que ele de posse de uma faca cortou a calcinha da mesma, mas em seguida avistou a menor de 08 anos que dormia ao lado, ele relata que pegou um lançou e tampou a respiração de Camila ate a morte, depois de matar é que teria abusado da mesma sexualmente.
Ele disse também que ainda estava em cima do corpo de Camila, quando Raimundo Nonato apareceu no quarto e teria lhe visto, mas voltou para chamar a mãe de Camila, quando retornou ele já estava pulando a janela e teria se escondido no mesmo bairro próximo a IFPA. Durante o dia ele teria ficado na casa de um amigo no bairro, perguntado por mim se estaria arrependido, disse que sim, mas na entrevista estava bem tranquilo, em nenhum momento derramou uma lagrima, falou friamente do inicio ao fim. Ele disse também que pensava que não tinha matado a criança, pensava que ela só tinha desmaiado e que ficou sabendo pela manhã que ela estava morta.
O menor infrator mora na Comunidade Pantanal do Areia, mas quando vinha pra cidade ficava na casa de parentes em frente à casa da vitima, ele disse que já tinha ido a casa e que era conhecido da família. Logo após o crime militares do serviço reservado caíram em campo para prender o estuprador assassino, o que se sabia que era alguém próximo da família, depois de algumas investigações os militares chegaram ao nome do menor que no dia anterior estava no bairro e no dia seguinte não estava mais, descobriram que o mesmo estava já comunidade Pantanal do Areia, onde ele foi aprendido e apresentado na Delegacia de Policia, ao ser interrogado confessou o crime bárbaro.
O crime chocou a cidade de Itaituba, os familiares estão revoltados e pedem justiça. O delegado José Dias Bezerra, disse a imprensa que todos os procedimentos estão sendo feitos e que ainda hoje o menor será apresentado ao ministério publico para que se providencie a internação do mesmo o mais rápido possível. O padastro poderá responder por omissão.
O corpo de Camila esta sendo velado na casa da avó no km 05 e será sepultado hoje a tarde, mas antes familiares e amigos irão fazer um protesto em frente a Delegacia pedindo justiça e para alertar sobre esse tipo de crime.

Fonte: Junior Ribeiro 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!